5 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO COM OPRAH WINFREY E OWN

Post de Susan Schreter (professora de empreendedorismo e startups)

Empreender, como já abordamos aqui no Batom & Co. e em outros posts, não é uma decisão fácil. Ter espírito de empreendedor requer lidar bem e muito bem, com fracassos, com promessas não cumpridas, com frustrações diversas. Em alguns momentos, pensamos que enfiamos os pés pelas mãos… Creio que um dos principais músculos que devemos desenvolver é o da aprendizagem e, essencialmente, da humildade para nos deixarmos, simplesmente, aprender. Achei interessante compartilhar este post sobre a Oprah, porque o meu objetivo é o de te levantar, quando achar que está caindo e, também, o de te impulsionar, quando achar que está no caminho certo.

Oprah Winfrey , para quem não sabe, resolveu dar novos saltos, arriscar e investir em sua parceria com a Discovery em sua própria rede de tv, a OWN. Este post tem minha tradução livre, cuja fonte está acima.  Se a própria Oprah enfrenta suas dificuldades…porque os demais mortais não?! Este post aborda 5 lições que podemos aprender com o empreendedorismo de Oprah Winfrey.

Susan Schreter, a autora deste post, em seu formato original, ao ser questionada pelos seus alunos, amigos e empresários sobre as lutas que Oprah Winfrey, vem travando com a sua startup OWN, responde da seguinte maneira:

Os fãs de Oprah Winfrey sabem olhar para os problemas da vida como oportunidades positivas para aprender algo novo e, em seguida, compartilhar a sabedoria com os outros.

Há cerca de 18 meses, em parceria com a Discovery Communications, Winfrey lançou uma nova rede de televisão chamada OWN: The Oprah Winfrey Network. Eu gosto do nome desta rede. Do ponto de vista empresarial, partir de seus próprios meios, responsabilizando-se por tudo o que possa dar errado e tudo o  que possa dar certo.

Então, o que podemos aprender através dos primeiros meses da OWN no mundo dos negócios? Aqui estão cinco momentos educativos para ajudá-la no lançamento da sua startup e perseverar com confiança.

1. A luz da lua e a loucura- Tudo bem começar um negócio, estando empregado em outra empresa. Entretanto, não é inteligente iniciar as operações sem estar com a sua liderança e foco a 100 por cento.Principalmente, no contato com os clientes. Pequenos problemas podem facilmente se transformar em grandes, quando a pessoa que toma as decisões não está à disposição para fazer ajustes em tempo hábil.

Winfrey declarou publicamente que lamenta o  lançamento da OWN  enquanto o “The Oprah Winfrey Show” ainda estava no ar. Seu grande momento “ah-ha” (de descoberta), reflete a simples verdade de que um jockey não pode montar dois cavalos ao mesmo tempo. É muito fácil cair e muito difícil  vencer.

2. Consistência da Marca – Depois de assistir OWN em seus primeiros meses no ar, os telespectadores que estavam apaixonados pela marca Oprah de auto-respeito e enriquecimento pessoal disseram que estavam confusos. OWN não era Oprah. Na verdade, a programação da OWN estava tão cheia de celebridades que mais parecia uma concorrente da rede de tv Oxygen ( a Oxygen é uma rede de tv de reality shows); ou, um episódio de “E! True Hollywood Story. “Não havia nada de desenvolvimento do poder pessoal, nas brigas infantis de Tatum O’Neal, com seu pai, ou na Duquesa de York, Sarah Ferguson, falando sobre seus percalços financeiros auto infringidos”.

Quando os primeiros clientes não sabem o que um produto ou serviço de uma startup realmente quer dize; o conceito, eles não voltam. Pior ainda, podem compartilhar sua decepção com seus amigos. Se o objetivo da OWN é ter sucesso, tem que criar uma identidade de marca e de programação que esteja perfeitamente alinhada com a imagem da Oprah – ou totalmente separada da dela.

3. Tornar a sua startup grande. Hoje Winfrey tem que inspirar sua equipe a ser ainda melhor do que o seu melhor. Eles têm que ser inovadores, criativos e totalmente originais, a fim de capturar a atenção do público. Copiando o que funciona em outras redes ou revisitar os fantasmas de “The Oprah Winfrey Show”, não será suficiente para a OWN alcançar a grandeza empresarial. Entregar algo que seja realmente novo e digno de nota é a única maneira  com a qual qualquer iniciativa empresarial – seja uma startup de tv ou uma padaria da esquina – pode ganhar quota de mercado duradoura contra os concorrentes.

4. Gaste como uma startup – Startups fecham quando ficam sem dinheiro. Aposto que nos primeiros dias de Harpo Productions Inc. Winfrey, fazia suas viagens de primeira classe, refeições caras. Estes gastos foram uma recompensa para o desempenho financeiro, não uma necessidade.

Quando as startups gastam dinheiro em “prazeres e regalias” antes de atingir marcos importantes de sustentabilidade financeira; aumentam desnecessariamente, as perdas operacionais e a incerteza do negócio.Provocam a insatisfação dos colaboradores e criam um ambiente tóxico de insatisfação.

A OWN já anunciou cortes de gastos significativos. Isso é um bom começo para melhorar as chances de sobrevivência. Ainda assim, eu me pergunto – A OWN cortou todos as regalias e conseguiu engajar as pessoas envolvidas? E você, em seu novo negócio, já o fez?

5. A adversidade não é o fracasso – A OWN ainda é recente no ciclo de desenvolvimento, para ser chamada de fracasso. É normal para startups ágeis testar e adaptar as primeiras idéias, com base no feedback do público. Alguns conceitos funcionam; outros não. O ponto é aprender com os erros iniciais e continuar em busca do ponto ideal, onde o negócio possa operar de forma sustentável.

Também é completamente esperado que todas as startups terão que enfrentar a sua quota de problemas inesperados. Os clientes não se comprometem tão rapidamente quanto o planejado, investidores e parceiros dão para trás, os empregados pedem demissão, e, claro, os concorrentes espalham rumores negativos sobre o “novo entrante” do mercado. Tudo isso faz parte do início da vida de uma startup.

Indo mais fundo

A OWN finalmente terá sucesso? As chances são boas e Winfrey tem o que é preciso para ter sucesso como empreendedora. Nas minhas aulas, gosto de salientar que, ao contrário de outros empresários na lista da Forbes dos 400 americanos mais ricos, Winfrey não tem nenhuma ajuda de fundos de capital de risco e dos mercados públicos de financiamento para impulsionar o crescimento de sua primeira empresa.

Winfrey construiu Harpo e sua fortuna à moda antiga – que financiou o crescimento através da gestão de um fluxo de caixa cauteloso. Será que os fundadores do Google, Microsoft, Starbucks, Facebook ou Amazon.com seriam tão ricos como são hoje sem um capital de investimento inicial? É difícil dizer, mas o seu crescimento não teria sido tão rápido.

Winfrey é um ótimo exemplo em escolas de negócios e incubadoras de educação empreendedora pela sua habilidade em fazer algo grande e influente a partir de recursos operacionais próprios. Talvez essa seja a maior lição da OWN 2.0. Mais riquezas e recompensas satisfatórias chegam para empreendedores que enfrentam as adversidades por cavarem mais fundo, para descobrirem a sua própria magia empresarial.

 Você também PODE !

Só tenho mais um  comentário a fazer sobre este post. Oprah  teve coragem para sair de sua zona de conforto, do seu bem sucedido e mundialmente conhecido, “Oprah Winfrey Show”, para investir tudo o que sabe em sua OWN. O que quer que aconteça, servirá de aprendizagem e se transformará em algo grandioso. Oprah tem o poder de transformar um limão em uma limonada. Esta é uma característica das pessoas que se sobressaem em tudo o que realizam, não acha?

Queridos leitores do Batom & Co. espero ter contribuido de alguma forma, para inspirá-los a criar, desenvolver e prosperar !

Gostou deste post? A sua história de empreendedorismo tem alguma relação com a da Oprah ? Compartilhe conosco ! Poderá contribuir com muitas pessoas que estejam passando, neste momento, por esta fase inicial de sua startup; ou, mesmo, em meio a  um turbilhão de dúvidas e medos do fracasso, para iniciar sua jornada rumo ao empreendedorismo.

Até o próximo post ! Pax,lux,

Rejane

Para receber posts como este e participar de workshops com Rejane Santos, faça parte de nossa lista !

Não percam o workshop SAMURAI: Liderança Sun Tzu para Mulheres. Vagas limitadas ! Peça informações através do email coachrejanesantos@cocreationcoaching.com.br

Um comentário sobre “5 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO COM OPRAH WINFREY E OWN

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s